Bate Papo no subúrbio

 

- E aí, Creuza, porque qui tu num foi ao pagodi ônti?

- Pagodi? Qui pagodi qui nada, Craudete! Eu ônti saí cum branco de fechá o cumércio!

- Tu saiu cum branco!? Branco mermo?

- Tô ti falando, mulé! O nome dele é Cróvis. O cara tá amarradão na minha pessoa! Já tô até vendo aquele tal de mounograma nos nosso lençol 'Creuza & Cróvis'! Num vai ficá uma coisa linda?

- Mas me conta isso direito, Creuza! Cumo foi que tu arranjô essa préula?

- Tudo muito simpres, Craudete. Eu ia passando pela rua, ele se agradou da minha pessoa, puxô conversa e marcamo pra saí dinoite.

- E onde foi que tu se encontrô com ele? Conta logo, qui eu já tô ficano neuvosa!!!

- Se encontrei? Tu tá doida? O Cróvis veio foi me buscá em casa, que ele é um homi muito do fino! Hora marcada! E veio me buscá de carro, minha nega! De carro! Num me meteu nesses ômbus que fica todo mundo roçando na gente, não! Também, eu não deixei por menos: me enfeitei toda - naquele justinho pretinho e dorado, lembra aquele que eu botei no churrasco de noivado da sua
irma?? então aquele, ai subi naquele tamanco vremeio e tasquei aqueles brinco pratiado que tu me deu!

- Credo, Creuza! Tu divia tá um arraso! Aí cês foram fazê um lanche?

- E tu acha qui o Cróvis é homi di fazê lanche? Tá pensando qui ele me levou pra cumê no Angu do Gomes? Fumos num belo dum restaurante na Zona Sul. Cumi até camarão, Craudete! Me deu até dó na hora qui eu tive qui palitá os dente, purque eu queria mermo era ficá saboreando aquelas carninha que fica agarrada até o dia seguinte!

- Tô toda arripiada! E depois, Creuza, e depois?

- Depois nós fumo dançá numa buati de crasse. Tiramo aquele sarro! Tomei até uísqui 12 ano! Se esbaldei! Coisa de luxo, umas luz piscando, nossa me deixava tontinha, ainda mais cuns me
na ideia! Umas musica bem baruienta, mas dancei tanto que suava ingual um gambá!

- Qui inveja qui eu tô, mulé!!! Minha Nossa Senhora da Aparecida!!! Depois cês foram pro motel, é craro!

- Craro qui não! Não me fala bestera, Craudete! É craro qui nós fumo pru apartamento dele! Qui apê, mulé! Qui apê! Um luxo só! Sabe daqueles sofá que afunda quando a gente senta? Pois é!

- Deus seja louvado! E aí? E aí, Creuza? Já tô ficando toda impipocada!!! Esse branquelo é do cacete!!!

- Bom, aí nós cumeçamo a namorá. Beijo pra lá, beijo pra cá..fumo tirando roupa... e aí ele pediu preu chupá o pênis dele!

- Péra aí, Creuza! Pênis?! Qui diabo é isso??

- Porra, Craudete, como tu é inguinorante! É o mermo qui caralho, só que é mais branquinho, um pouco menor e mais molinho!